Olha o fogo!
Em SP, CCR AutoBAn aumenta o monitoramento no combate a incêndios

A CCR AutoBAn está realizando, em conjunto com a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), a campanha “SP Sem Fogo” que visa chamar a atenção do motorista para evitar queimadas às margens das rodovias Anhanguera e Bandeirantes. Com o inverno, chega a época de estiagem e, consequentemente, o risco de incêndio aumenta. Além do problema ambiental, nas rodovias as queimadas podem trazer sérios riscos à segurança viária, principalmente pelo comprometimento da visibilidade do motorista.

Dados da CCR AutoBAn demonstram que houve uma queda de 11% em 2022 entre os meses de junho e setembro no número de queimadas às margens das rodovias, em comparação com o mesmo período de 2021. Mesmo assim, os números continuam altos. Só em 2022 foram detectados 449 focos de incêndio nestes meses, o equivalente a 655 mil m² de áreas queimadas.

O período em que a operação “SP Sem Fogo” é realizada, isto é, entre junho e setembro, concentra a maior parte das ocorrências de fogo em vegetação às margens das rodovias. Mais de 60% dos casos ocorrem nesses quatro meses. Durante esse período de estiagem, a concessionária reforça o treinamento no combate aos focos menores junto as suas equipes de guincho e inspeções. Caminhões-pipa são posicionados em pontos estratégicos para atuarem com rapidez e eficiência.

O gerente de Operações da CCR AutoBAn, Virgílio Leocádio, explica que em caso de fumaça na pista o motorista deve reduzir a velocidade, fechar os vidros e posicionar o sistema de ventilação na posição recircular. “Nessa situação, o condutor nunca deve parar na pista e jamais ligar o pisca-alerta em movimento. É muito importante manter a distância do veículo à frente e em casos de baixa visibilidade por fumaça, nunca ligar o farol alto, pois ele acaba refletindo nas pequenas gotículas do ar e fuligem, ofuscando ainda mais a visibilidade do motorista e do outro veículo que estiver vindo em sentido contrário. Em casos que ocorram no período noturno, redobre a atenção, pois a visibilidade já é naturalmente menor”.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
O financiador!

O financiador!

Estudo da CNT aponta que BNDES se consolidou como principal financiador de projetos de infraestrutura de transportes e das empresas do setor no Brasil

Tarifa aprovada!

Tarifa aprovada!

ANTT aprova alteração da tarifa de pedágio na BR-101/RJ

+ categorias