Que baita autonomia!
Mercedes-Benz GenH2 bate marca de 1.000 km com um abastecimento de hidrogênio na Europa

A Daimler Truck demonstrou de forma bem-sucedida que a tecnologia de célula de combustível de hidrogênio pode ser a solução certa para descarbonizar o transporte rodoviário de longa distância flexível e exigente. Um protótipo aprovado para rodovias públicas do caminhão Mercedes-Benz GenH2 completou a #HydrogenRecordRun da Daimler Truck percorrendo 1.047 km de distância com apenas um abastecimento de hidrogênio líquido.

Alimentado por um sistema de célula de combustível equipado com tanque de hidrogênio líquido, a corrida teve início na segunda-feira, 25 de setembro, à tarde, no Centro de Atendimento a Clientes da Mercedes-Benz Trucks em Wörth am Rhein, terminando na terça-feira pela manhã, dia 26 de setembro, na capital da Alemanha, Berlim. O caminhão saiu totalmente abastecido, com peso bruto total combinado de 40 toneladas, sob condições reais de circulação, e completou a viagem sem que emitisse nenhum CO2. A distância percorrida foi inspecionada pela TÜV Rheinland, órgão alemão de certificação de veículos e tecnologias.

A saída do caminhão foi acompanhada pelo Dr. Rainer Müller-Finkeldei, Chefe de Desenvolvimento de Produtos da Mercedes-Benz Trucks, junto com Petra Dick-Walther, Secretária de Estado para Assuntos Econômicos da Renânia-Palatinado, contando com a presença da mídia nacional e internacional. “Hoje é um grande dia! Um caminhão movido a hidrogênio está partindo da Renânia-Palatinado até Berlim. Estamos felizes que uma inovação de tão grande alcance saia daqui, tendo sido desenvolvida e testada na fábrica de Wörth. Este é um testemunho do espírito inovador da Renânia-Palatinado que mudará para sempre a indústria do transporte. Isso representa um marco na transformação e descarbonização do setor de transporte, graças a novas tecnologias. A jornada do caminhão GenH2 até Berlim torna isso tangível e concreto”.

Após uma viagem de sucesso recorde, o Dr. Andreas Gorbach, Membro do Conselho de Administração da Daimler Truck AG e Chefe de Tecnologia de Caminhões, dirigiu pessoalmente o caminhão na linha de chegada no Ministergarten em Berlim. “Para descarbonizar o transporte, precisamos das tecnologias de tração a hidrogênio e a baterias elétricas. O ponto ideal para os caminhões movidos a células de hidrogênio está nas tarefas de transporte de longa distância flexíveis e exigentes. O hidrogênio em caminhões é tudo, menos conversa fiada: provamos isso de forma impressionante, ao ultrapassar 1.000 quilômetros com um abastecimento”.

Antes da viagem, o caminhão Mercedes-Benz GenH2 foi abastecido com hidrogênio líquido na área de protótipos da Daimler Truck, no Centro de Testes e Desenvolvimento da empresa em Wörth. O hidrogênio fornecido pela Air Liquide é de origem renovável e foi produzido com biometano com garantia de origem. O hidrogênio líquido criogênico, a menos de 253 graus Celsius, foi abastecido em dois tanques de 40 kg instalados em ambos os lados do chassi do caminhão. Graças ao isolamento dos tanques, o hidrogênio pôde ser mantido na temperatura ideal para um tempo suficientemente longo, sem resfriamento ativo. Ambos os tanques foram vedados antes do início da #HydrogenRecordRun pela TÜV Rheinland.

A Daimler Truck optou pelo hidrogênio líquido no desenvolvimento dos seus veículos. Essa solução tem uma densidade de energia significativamente maior em relação ao volume numa comparação com o hidrogênio gasoso. Como resultado, é possível transportar mais hidrogênio, o que aumenta significativamente a autonomia e permite um desempenho comparável do veículo ao de um caminhão a diesel convencional.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Uma venda cultural!

Uma venda cultural!

Mercedes-Benz inicia entrega 36 Sprinter para iniciativa cultural MovCEU

Mais uma!

Mais uma!

Ram inaugura Ram House em Florianópolis (SC). Essa é a quarta unidade da marca no país

Tecnologia que salva!

Tecnologia que salva!

Número de pessoas que perderam a vida em rodovias federais é o maior dos últimos seis anos

+ categorias