Duplica que desenvolve!
Duplicação da BR-101/SE vai desenvolver turismo na divisa do Sergipe com Alagoas

Usuários da BR-101/SE terão mais conforto e segurança a partir desta terça-feira (17) com a conclusão de 40 quilômetros de rodovia duplicada entre as cidades sergipanas de Propriá e Capela, localizadas próximas à divisa com o Alagoas. Com um investimento de R$ 203,8 milhões, a ampliação de capacidade vai também reduzir número de acidentes e favorecer a ligação para as principais cidades turísticas de todo o Nordeste brasileiro.

Dividido em cinco lotes, o empreendimento vai beneficiar diretamente cerca de 120 mil pessoas que moram nos municípios localizados no norte sergipano. O trecho liberado nesta terça-feira pelo ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, faz parte do lote 1.

“A BR-101 é um dos principais eixos de conexão do nosso país e do Nordeste. Essa obra foi priorizada pelo Governo Federal depois de sucessivas paralisações. Vamos trazer mais mobilidade e um trânsito mais fluido para Sergipe e ainda vamos fazer muito mais”, disse o ministro da Infraestrutura. Segundo Sampaio, devem ser entregues nas próximas semanas novos trechos duplicados da rodovia em Aracaju e Alagoas. “Isso dará mais segurança para os caminhoneiros transportarem cargas; traz atratividade para o turismo e competitividade para o Nordeste”, destacou.

O conjunto de melhorias na BR-101/SE foi executado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e também contempla a conclusão dos acessos à ponte sobre o Rio São Francisco, na divisa de Sergipe e Alagoas. A ponte foi inaugurada em 2021 pelo Governo Federal e é o único meio de transposição rodoviário pelo rio.

Na época, foi entregue uma estrutura 860 metros de extensão e 24 metros de largura, trechos duplicados, pavimentação em concreto rígido e o encabeçamento da ponte nos dois lados da rodovia, uma espécie de aterro que nivela a altura da estrada com a da estrutura. O avanço das obras, com a conclusão dos acessos, vai reduzir o tempo de viagem, evitar acidentes e trazer mais mobilidade aos motoristas.

A BR-101 desempenha papel fundamental na logística e economia da região Nordeste. Com a interligação das capitais litorâneas, estima-se que as obras beneficiem 15 milhões de pessoas. Só a duplicação do lote 1, gerou 950 empregos diretos e indiretos.

Com informações Minfra

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
BR-135/MG impulsionada!

BR-135/MG impulsionada!

Pavimentação de trecho da BR-135 permitirá integração regional no norte de Minas Gerais

NTU se posiciona!

NTU se posiciona!

NTU pede medidas efetivas de estabilização do preço do diesel para evitar aumento da tarifa ou redução do transporte público

+ categorias