Ford bem azul em 2022!
Ford América do Sul fecha 2022 com mais de US$ 300 milhões de lucratividade

A Ford América do Sul reencontrou a lucratividade em 2022. Desde o terceiro trimestre de 2021, após suspender operações fabris no Brasil, a marca registrou resultado EBIT positivo, isto é, o acumulado de janeiro a setembro soma cerca de US$ 300 milhões. A companhia vinha fechando o ano no vermelho desde 2013, mas após a reestruturação na região conseguiu recuperar a solidez.

Um dos movimentos para readequar sua operação sul-americana foi o portfólio mais enxuto, que direcionou a companhia aos segmentos que possuem melhor desempenho na região, onde não deixou de ser produtora: a picape Ranger ainda é fabricada em General Pacheco, Argentina, com boa dose de conteúdo de fornecedores brasileiros, e o utilitário Transit, na fábrica da Nordex, no Uruguai. “Estamos demonstrando solidez na América do Sul, o que nos dá força para pleitear lançamentos com a matriz. São cinco trimestres consecutivos de lucro e um portfólio focado em picapes, SUVs, veículos comerciais e ícones, como o Mustang,” comenta o presidente da Ford, Daniel Justo.

A marca tem hoje 110 concessionárias no Brasil, localizadas em pontos estratégicos para atender o novo perfil do consumidor da marca. Dentre elas, a Ford Slaviero, uma das mais tradicionais e sólidas do mercado, e com maior tempo de mercado em Curitiba, que também sentiu o impacto positivo das mudanças. “Apesar da redução do mix de produtos, a Ford Motor Company diminuiu também o número de distribuidores, fazendo com que o faturamento por ponto de venda alcance patamares superiores aos de 2021. Nossas concessionárias de Curitiba e de Brasília registraram um grande volume de negócios, tanto na área de veículos novos, quanto de seminovos, peças e serviços. A operação ficou mais ágil, enxuta e com padrões de faturamento e de rentabilidade acima das médias nacionais para o setor de distribuição”, aponta o diretor executivo da Ford Slaviero, Luís Antônio Sebben.

Veículos comerciais

Dentre os pontos positivos de 2022 está o segmento de veículos comerciais. O Furgão Transit, lançado há sete meses, atingiu 12% de participação e picos de 17% no segmento de passageiros. “O modelo da Ford foi o segundo que mais cresceu no segmento de vans, que está em franca expansão, principalmente com as mudanças dos hábitos de compra do consumidor e o comércio eletrônico, que teve um salto de quase 70% no Brasil em 2020, e avançou mais 30% em 2021”, reforça Sebben.

A Ford vai ampliar a linha Transit em 2023, com novas versões com câmbio automático e motor elétrico – algo que o mercado anseia, pois nenhum dos veículos concorrentes possui essas tecnologias. Segundo o diretor executivo da Ford Slaviero, a versão elétrica vem ao encontro do desejo de muitos clientes que querem aperfeiçoar suas políticas de ESG.

“Nas regiões de Curitiba e de Brasília, onde a Slaviero atua, a participação da Transit é superior à de outros lugares do Brasil. Mas o que proporciona ainda mais satisfação é o feedback positivo dos clientes que já compraram o produto. O nível de satisfação com a compra, os depoimentos dos que usam o veículo diariamente, ou que também já experimentaram a qualidade do nosso pós-venda, comprovam que, de fato, a Transit é o veículo da categoria que consegue, por um preço justo, entregar mais do que seus concorrentes quando se trata de conforto, segurança e tecnologia”, celebra Sebben.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Diesel R5 com tudo em SP!

Diesel R5 com tudo em SP!

Petrobras dá início à comercialização de diesel com conteúdo renovável em São Paulo

25 anos de tortilhas!

25 anos de tortilhas!

Marcopolo México celebra 25 anos e anuncia produção nacional de ônibus elétricos e rodoviários

+ categorias